RESERVA ONLINE:
         
         
Pontos Turísticos » HOTEL CONTINENTAL PORTO ALEGRE
« Voltar
Monumento ao Laçador

Um gaúcho de bronze, que mira o horizonte sobre um pedestal de granito, dá boas-vindas a quem chega a Porto Alegre. A estátua, moldada pelo artista plástico Antônio Caringi, retrata a estampa típica do homem campeiro: forte, altivo, vastos bigodes, cabelos fartos, tirador de couro e laço na mão. Inaugurada em 1958, a escultura teve como modelo o folclorista Paixão Cortes, um dos pesquisadores mais respeitados do Sul.

Ponte de Pedra

A Ponte de Pedra do Largo dos Açorianos era o único elo entre as chácaras, os sítios de veraneio dos moradores mais abastados, e o centro da cidade. Concluída em 1848, durante o governo do Duque de Caxias, a ponte cruzava o arroio Dilúvio. Quando, em 1937, o arroio começou a ser retificado, a ponte perdeu a sua função, mas sobreviveu. Transformada em monumento urbano e testemunha do passado, o monumento de pedra foi tombado pelo município em 1979 e ganhou um espelho d'água sob os seus três pilares em arco.

Ponte Vão Móvel (Lago Guaíba)

Um dos maiores conjuntos de pontes rodoviárias é o do delta do Rio Guaíba, em Porto Alegre. Representou o inicio do concreto no sul do Brasil. Iniciando sua construção em 1955 indo até 1963. A ponte sobre o Rio Guaíba, que dá nome ao conjunto, com 777m de comprimento total e contém uma das raras pontes levadiças em funcionamento no Brasil. As torres foram projetadas em concreto para não destoar do restante da estrutura. O equipamento de movimentação da ponte encontra-se no espaço entre as torres, abaixo da ponte. Nesse espaço existem grandes chapas de concreto ligando as torres entre si e três placas de lajes que dão grande rigidez ao conjunto, garantindo o engasgamento das torres no sentido transversal. Todo o equipamento de movimentação fica obrigado nesse espaço, tendo sido previstas grandes aberturas para entrada dos componentes metálicos. Existem também escadas tipo marinheiro para acesso dos operários à casa das máquinas, assim como aos tambores superiores onde se enrolam os cabos. O mecanismo precisa se movimentar para vencer apenas os atritos, pois todo o peso do tramo metálico é equilibrado por quatro cilindros de concreto com diâmetro de 3m. A ponte se eleva a uma altura de 24 metros para permitir a passagem de barcos de maior porte, destinadas ao pólo Petroquímico de Triunfo e a um terminal da Petrobrás na cidade de Canoas. É a primeira das quatro pontes que compõem a travessia Régis Bittencourt, assim como ela é chamada com seus 15,6 km de extensão.

Biblioteca Pública

Porto Alegre oferece aos seus cidadãos e visitantes um imenso acervo bibliográfico de 80.000 obras. O prédio é dividido em dezenas de bibliotecas internas. Na Biblioteca Pública do Estado construída entre 1912 e 1922, foi inaugurada em 07 de setembro de 1922, por ocasião do centenário da Independência do Brasil a leitura de suas obras raras se faz em um ambiente arquitetônico de estilo positivista e neoclássico. Possui ao seu redor uma série de bustos de personalidades importantes como Julio Cezar, Carlos Magno, Gutemberg, Dante Alighieri e outras figuras da Humanidade, formando um Calendário Positivista cultuado por Augusto Comte, um dos três únicos monumentos deste tipo no mundo. A coleção de livros raros da Biblioteca é composta por obras do século XVI a XIX, como a Pharsalia de Lucano (de 1519). Publicações e documentos que registram a historia rio grandense alem de jornais, revistas. O Salão Mourisco, decorado com ouro, exibe peças do legado mouro,além de ter um palco que era utilizado para recitais.

Moinho de Vento

Entre palacetes históricos construídos nas primeiras décadas do século 20, espalha-se um comércio sofisticado. Há butiques, ateliers de alta costura, galerias de arte e muitas cafeterias. Ao longo da Rua 24 de Outubro e adjacências, há um comércio diversificado, muitos restaurantes e bares, o Moinhos Shopping, onde estão muitas lojas de grifes internacionais. Parque Moinhos de Vento - Parcão Localizado no Bairro Moinhos de Vento é contornado pelas ruas 24 de Outubro, Mostardeiro e Travessa Comendador Caminha e cortada pela Av. Goethe. Possui 115 mil m² e oferece infra-estrutura esportiva com campo de futebol, quadras de tênis, cancha de bocha, aparelhos de ginástica, pista de patinação, quadras polivalentes e pistas de atletismo de 400m, de 650m e de 1.100m. A sede administrativa do Parque foi construída sob a forma de um moinho de vento artificial onde uma mini-cascata possibilita o favorecimento da vida aquática para a fauna composta por tartarugas, gansos, marrecos e peixes. A fauna avícola torna-se mais abundante nas épocas de frutificação das árvores e arbustos do parque. Existe, ainda, no parque uma biblioteca infantil, com 1.000 títulos, voltada sobre tudo à literatura ecológica. Antigamente no mesmo local ficava o hipódromo onde as famílias mais abastadas faziam suas apostas, por tratar-se de uma área nobre na cidade, posteriormente foi transferido para o bairro Cristal. Um monumento de estilo arquitetônico moderno e todo em ferro, construído pelo artista Carlos Thenius, em homenagem ao ex-presidente Castelo Branco, ergue-se imponente no parque com seus 28 metros de altura, representando três guerreiros vigilantes.

Vila Assunção, Tristeza, Ipanema

No final do século XIX o Rio Guaíba foi valorizado como espaço para diversão com a inauguração de elitizados clubes de regatas. A partir daí remar nas águas na altura dos bairros desde a Praia de belas até Ipanema era programa da elite. Nadar nas águas também era passatempo das famílias que tinham suas casas de veraneio na Zona Sul. Até a metade dos anos 50 cresce o numero de casas de fim de semana próximas a orla e surgem novos clubes de remo e de vela,esporte até hoje praticado pelas classes altas. Na década de 50 e 60 tornou-se mais fácil o acesso as praias porto alegrenses por meio de linhas de ônibus, e assim nadar no Rio torna-se uma distração massiva dos dias de calor. Com uma melhor pavimentação das estradas as famílias mais ricas começam a trocar a orla da Capital pelo hábito de veranear no litoral do Estado. Os anos 70 foram marcados pelo despertar da consciência ecológica, somado a crescente poluição do Rio Guaíba derivados das indústrias locais. As famílias abastadas começam a adquirir casas nas ilhas do Guaíba onde se praticam esportes náuticos. Na década de 80 é criado o projeto Pró Guaíba com apoio do BIRD para despoluição das praias, mas que atrai mais as camadas populares. Em 1988 é inaugurado a Avenida Beira Rio e se iniciam os passeios de barcos pelas ilhas.

Capela do Nosso Senhor do Bom Fim

A Capela do Bom fim situada na Av. Oswaldo Aranha no numero 450 é uma das três igrejas que restam da época Imperial em Porto Alegre, sendo também, o terceiro templo católico mais antigo da cidade. A capela possui em seu interior a imagem de Nosso Senhor do Bom fim (Jesus crucificado, esculpido em madeira), originária das missões Jesuítas de São Borja e doada pelo General José Joaquim Andrade Neves, em 1882, ao retornar da Guerra do Paraguai. Sempre que a cidade vivia momentos difíceis, como o de uma epidemia de cólera ocorrida em 1918 e a grande enchente de 1941, a imagem era carregada, em procissão, pelas principais ruas da capital.

Igreja da Matriz - Catedral

O antigo prédio da Igreja Matriz de Nossa Senhora de Madre de Deus de Porto Alegre, construído entre 1779 e 1820, foi derrubado em 1920 dando lugar à atual Catedral Metropolitana da cidade. As obras começaram em 1920 e se estenderam até 1972. Possui uma das maiores cúpulas do mundo de dezoito metros de diâmetro e os vitrais da fachada, representando a catequização dos índios no Estado, foram produzidos nas oficinas do Vaticano. A cúpula é revestida de cobre.

Nossa Senhora das Dores

Começou a ser construída em 1808 e levou 97 anos para ser concluída. A obra possui várias linhas do barroco português e sua fachada tem estilo alemão, mostrando a evolução das diferentes tendências arquitetônicas na cidade. As estátuas da fachada representam a fé, a esperança e a caridade, e a imponente escadaria sendo considerada a maior na cidade é também um dos destaques do templo. O seu interior conserva imagens trazidas de Portugal em 1871, representando os passos da Paixão de Cristo e duas imagens da padroeira da Igreja uma de 1820 e a outra do século XVII. No local era a antiga forca da cidade, e conta uma lenda que a maldição de um escravo condenado, mas, inocente que teria morrido açoitado defronte ao prédio, seria o motivo de imenso atraso na obra, pois rogou uma praga dizendo que as torres da igreja jamais seriam construídas. Em 1901, no lugar das primitivas torres outras foram edificadas em estilo totalmente discordante do conjunto.

Santa Terezinha

Fundada em 1924, sendo consagrada à Santa Terezinha de Jesus e ao Sagrado Sacramento, as duas devoções prediletas da comunidade porto-alegrense na época. A Igreja do Santíssimo Sacramento possui estilo gótico. No altar secundário pode ser admirada uma bela imagem da santa, sendo também encontrado um relicário trazido de Roma, que guarda um dente de Santa Terezinha e um pequeno vaso de porcelana, que pertenceu à santa. Construção em estilo românico, com fachada gótica, como seus altares de colorido intenso, vitrais rosáceos e retábulo em mármore. As imagens são muito bem trabalhadas e vestidas dando impressão de vida. A igreja possui excelente iluminação elétrica e natural, devido à transparência dos vitrais.

São José

O prédio de fachada antiga situado na Rua Alberto Bins ficou conhecido como "Igreja dos Alemães", porque reuniu a família dos primeiros descendentes dos imigrantes germânicos em Porto Alegre. Inaugurada oficialmente em 1925, possui afrescos adornando as paredes do prédio, lembrando cenas da vida de São José e da Virgem Maria feitas pelo pintor José Lutzenberger. Os altares e as estátuas da Igreja são de mármore de Carrara, o crucifixo e as imagens da Via Sacra vieram da Alemanha. A igreja São José ainda hoje é o local escolhido para casamentos e a celebração de bodas. Como privilégio antigo, os sócios podem morar em qualquer ponto da cidade e fazer ali suas cerimônias.

Museu de Arte do RS Aldo Malagoli

Originalmente sede da Delegacia Fiscal do Tesouro Nacional, o prédio da antiga alfândega começou a ser construído em 1912. Em estilo neoclássico, abriga, desde 1978, em seus 4.000 m², o Museu de Arte do Rio Grande do Sul. Os espaços internos são iluminados através de vitrais que ornamentam o teto do salão principal, e foi construído pelo arquiteto Thedoro Wiedersphan. Possui o maior conjunto de obras de arte do Estado, com artistas como Portinari, Di Cavalcanti, Lasar Segall, Iberê Camargo, esculturas de Xico Stockinger, Vasco Prado, entre outras. Oferece uma programação dinâmica de exposições temporárias, atividades de extensão e pesquisas, biblioteca especializada em artes visuais, além de serviço de documentação e cursos teóricos e práticos em diversas técnicas artísticas. Em seu interior abriga um café e um bistrô no térreo com entrada pelo lado externo.

Museu de Ciências e Tecnologia da PUC-RS

Um dos mais importantes museus interativos da América Latina, propiciando ao visitante a participação ativa nos experimentos. Pesquisas no campo das ciências naturais, desenvolvidas pela instituição, envolvem áreas como a geologia, zoologia, botânica apresentando grande amostra nos segmentos.

Museu Iberê Camargo

Criada em 1995, no ano seguinte a morte do pintor gaúcho, a Fundação Iberê Camargo está construindo sua nova sede, na Avenida Padre Cacique, 2000. Projetada pelo Arquiteto Álvaro Siza Vieira, o Projeto recebeu o Leão de Ouro na Bienal de Arquitetura de Veneza, em 2002, e será um referencial arquitetônico não apenas para Porto Alegre, como também para o Brasil. O edifício de linhas arquitetônicas modernas abrigará a coleção de mais de sete mil obras de Iberê Camargo, dispondo de 9 salas de exposições, atelier de gravura em metal, atelier múltiplo, auditório, centro de pesquisa e informação, átrio, livraria, cafeteria e estacionamento subterrâneo. Irá expor a obra de Iberê e de artistas do Brasil e exterior, assim como desenvolver um amplo programa de ação no universo da arte moderna e contemporânea.

Museu Júlio de Castilhos

Construído em 1887, o prédio é um belo exemplar de residência urbana e nobre do século XIX, onde residiu o famoso líder político entre 1898 a 1903. É o mais antigo museu do Estado, criado em 1903 e instalado no casarão em 1905. Conta com valioso acervo histórico, artístico e cultural, com cerca de 11.000 peças raras, roupas, utensílios e documentos ligados à história e formação do Estado gaúcho. Destacam-se os acervos da cultura indígena, missões jesuítas, Revolução Farroupilha, Guerra do Paraguai, correntes migratórias e primeiros anos da república rio-grandense.

Lago Guaíba

A bacia hidrográfica do Guaíba abrange o eixo que vai da Região Metropolitana de Porto Alegre a Caxias do Sul, chegando a Passo Fundo e São Gabriel. Tem uma área de 89.950 km² - o equivalente a 30% do território gaúcho. Nela, estão situados os núcleos industriais mais importantes do Estado, concentrando 2/3 da produção industrial do Rio Grande do Sul, e os centros urbanos mais populosos onde vivem 70% da população. O Lago Guaíba, com seus 496 km² de superfície, é formado pelos rios Jacuí (84,6%), dos Sinos (7,5%), Caí (5,2%) e Gravataí (2,7%), recebendo também as águas dos arroios situados nas margens. Começa na ponta do Gasômetro, percorrendo 50 km até a Laguna dos Patos. Sua profundidade média é de 2 metros, atingindo 12 metros no canal de navegação. Suas águas banham 85 km de terra na margem esquerda e 100 km na margem direita.

Parque da Harmonia - Parque Maurício Sirotski Sobrinho

Situa-se no Bairro Cidade Baixa, é contornado pelas avenidas Loureiro da Silva, Augusto de Carvalho e cortado pela Av. Edvaldo Pereira Paiva, tendo sido inaugurado em 1982. Possui 300 mil m², abrigando em sua área uma réplica de estâncias gaúchas - a Estância da Harmonia - destinada à manutenção e prática da cultura tradicionalista. Conta, ainda, com pista de aeromodelismo, tanque para nautimodelismo, recantos infantis, canchas de futebol, bocha, quadras de vôlei e mais de 100 churrasqueiras distribuídas em diferentes áreas do parque. Aos domingos, a pé ou de bicicleta, a dica é contornar a orla do Guaíba, em paralelo com o Parque, pela Av. Edvaldo Pereira Paiva (Beira-Rio), interditada ao trânsito de automóveis e, ao cair da tarde, admirar o pôr-do-sol.

Parque Estadual de Itapuã

E uma região de rara beleza natural. Localizado em Viamão, no município vizinho entre o Lago Guaíba e a Laguna dos Patos, está à área que abriga espécies de fauna e flora ameaçadas de extinção. É possível agendar trilhas e conhecer belas praias de águas calmas.

Parque Farroupilha - Redenção

Situa-se no Bairro Farroupilha, contornado pela Av. João Pessoa, José Bonifácio, Osvaldo Aranha e a Rua Setembrina e Engo Luís Englert. Nos seus 370 mil m² de passeio encontram-se 45 monumentos em cobre e mármores, uma fonte luminosa, o Monumento O Expedicionário de autoria de Antonio Caringi, representando um duplo Arco do Triunfo com esculturas em relevo que homenageiam os pracinhas da 2ª Grande Guerra. Dentre os 45 valiosos monumentos em cobre e mármore presenteados por vários países e instalados em sua área, destacam-se a fonte luminosa, produzida em Nova Iorque e inaugurada em 1935, e também diferentes tipos de árvores típicas e exóticas de variados paises que presentearam para conclusão do grandioso parque. Um lago central com chafariz e fonte luminosa ,um lago com barcos e pedalinhos ,um mini-zôo, parque de diversão infantil, recantos solar, mercado, canchas de futebol e de bocha, passeio para bicicletas, pista de atletismo, aparelhos de ginástica, um Café ,e um auditório que acomoda 4.500 pessoas são desfrutados por milhares de pessoas que ao parque, se dirigem. Com destaque, na Feira do 'Brique' da Redenção, aos domingos, 300 expositores - artesãos, antiquários e artistas plásticos -, há 23 anos, acordam a cidade com um colorido especial de suas mercadorias que, em simbiose, se misturam com as cores da natureza e da multidão que lá vagueiam.

Parque Marinha do Brasil

Localizado no Bairro Praia de Belas, é contornado pelas avenidas Borges de Medeiros, Ipiranga e cortado pela Avenida Edvaldo Pereira Paiva (Beira-Rio). Ocupando uma área de 715 mil m², dele é possível admirar as águas do Lago Guaíba. Os esportistas aproveitam muito o parque devido às características de sua infra-estrutura - conta com 4 quadras de tênis, 5 quadras polivalentes, 1 campo de futebol, 6 campos de salão, 1 pista de atletismo, 1 pista de patinação, 1 pista de skate, 9 canchas de futebol de areia, velódromo e aparelhos de ginástica. Há também aluguel de bicicletas e quadriciclos. Dispõe, ainda, de playground e um mini-parque de diversões. De sua área total, 11 hectares representam bosques e espaços gramados onde são encontradas árvores nativas e espécies exóticas.

Hipódromo do Cristal

Tradicional Clube do RS, situado no bairro Cristal na zona sul de Porto Alegre o Jockey Club conta com amplo restaurante e um hipódromo com excelente infra-estrutura. O local é sede importante de campeonatos nacionais e internacionais.

Ilha da Pintada

A Ilha da Pintada já foi responsável pelo abastecimento de Porto Alegre, com verduras, laranjas, leite e peixe. O avanço das estradas mudou este quadro, fazendo com que a capital fosse abastecida com produtos de outras regiões, dispensando aqueles produzidos na Ilha. Na Pintada, sobreviveu a pesca artesanal, mesmo assim prejudicada pela diminuição dos peixes no estuário - hoje os pescadores deslocam-se ao Jacuí e à Laguna dos Patos para pescar - e pela concorrência do produto vindo do mar. Para enfrentar as dificuldades, criaram a Colônia de Pescadores Z-9, em 1921, hoje Colônia Z-5. Em 1999, fundaram a COOPEIXE, uma cooperativa que terá um entreposto de pesca, construído com recursos conquistados no Orçamento Participativo, e que agora convida todos a visitarem a Ilha. Muito próxima ao centro de Porto Alegre, privilegiada pela natureza, a Ilha da Pintada é uma ótima opção de passeio para um domingo, longe da agitação urbana. Ali, o visitante vive as emoções de passeios de barcos pelos canais, levado por quem mais conhece o Lago Guaíba, as ilhas do arquipélago e seus segredos: os pescadores. O passeio de domingo inclui o convite a saborear um almoço a base de bolinho de peixe, seguido pelo famoso peixe na taquara. A técnica local, nascida nos famosos acampamentos de pescadores, utiliza taquaras que abraçam o peixe, e que assim é levado ao fogo para assar. O tempero é um segredo muito bem guardado e o resultado é simplesmente delicioso. Alguns ilhéus ainda vivem em casas de madeira, pequenas, construídas sobre palafitas para proteção contra as cheias. A adversidade levou à formação de redes de solidariedade muito sólidas entre os moradores e ao desenvolvimento de uma cultura muito peculiar, intimamente ligada ao Guaíba e seus afluentes. Eles são hospitaleiros, alegres e gostam de contar histórias. Como, por exemplo, a de antigos escravos, que se abrigavam no arquipélago, fugindo da servidão em Porto Alegre. A Ilha da Pintada integra um arquipélago, localizado em frente a Porto Alegre que, com seus sacos e canais, vegetação exuberante e fauna diversificada, criam uma paisagem singular. O arquipélago é resultado da deposição milenar de sedimentos carregados pelos rios que desembocam no Guaíba: o Jacuí, o Caí, o Gravataí e o Sinos. Esse ecossistema desempenha um papel importante ao servir de abrigo para aves e espécies aquáticas, e ao abrandar as cheias que, de outra forma, alagariam muitas zonas ribeirinhas de Porto Alegre e da região metropolitana. As ilhas, formadas por camadas sedimentares porosas, absorvem as águas e tornam as cheias menos intensas no continente, além de prestarem um serviço extra: as águas infiltradas são lentamente re-entregues ao Guaíba, mais limpas do que antes. Por esta razão, foi criada em 1976 e ampliada em 1979, o Parque Estadual do Jacuí, para preservar este ecossistema. O Parque abrange as 30 ilhas do delta, 16 delas pertencentes a Porto Alegre. Verdadeira pérola e destaque entre as demais, está a Ilha da Pintada.

Largo dos Açorianos

O Monumento aos Açorianos é uma homenagem ao passado moldado em linhas futuristas. A obra, assinada pelo artista plástico Carlos Thenius, retrata um grupo de seres retilíneos de metal que se projeta em direção aos céus. Um deles, dotado de grandes asas, lembra o mitológico Ícaro. Mas nesta escultura de interpretação dúbia, as asas também evocam as velas das embarcações antigas e os corpos unidos fazem recordar o casco de um navio. Uma e outra imagem se ajustam perfeitamente à proposta do artista: homenagear os 60 casais portugueses que um dia deixaram a terra natal, na ilha de Açores se alçaram em direção ao mundo novo, a bordo de um navio. Estes pioneiros desembarcaram na região em 1752, semeando o germe da cidade de Porto Alegre. O monumento tem como domicílio o Largo dos Açorianos, um belo complexo onde o novo e o antigo convivem em simbiose. Cercado por prédios modernos - entre eles o do Centro Administrativo do Estado e o da Procergs (primeiro prédio redondo da cidade) - e à margem de uma Perimetral (Av. Loureiro da Silva), o Largo abriga também a histórica Ponte de Pedra erguida no século XIX, que por baixo passava o Arroio Dilúvio.

Morro Santa Teresa

Localizado no Bairro Santa Teresa esse morro está a 148m do nível do mar, permitindo uma visão panorâmica da orla do lago Guaíba ao longo dos parques Marinha do Brasil e Maurício Sirotsky Sobrinho (Harmonia). Do belvedere Ruy Ramos também chamada de Travessa Paraíso, no seu topo, ainda se pode avistar parte das ilhas do arquipélago, a Usina do Gasômetro e o Centro de Porto Alegre. O Santa Teresa é conhecido por abrigar várias emissoras de televisão e rádio, por isso apelidado pela população de Morro da TV. O Morro abriga ainda as ruínas de um prédio colonial que hospedou Dom Pedro II.

Pampa Safári

É o maior parque-safari da América do Sul. Numa área de 320 hectares apresenta mais de 1.300 exemplares de animais da fauna mundial. Na verdade ele possibilita uma verdadeira expedição na selva, onde os visitantes observam de dentro de seus veículos uma enorme variedade de animais em seu habitat próprio dentro de um percurso de 10 km de estrada. Além da área de animais, o parque dispõe de uma grande área de lazer onde os visitantes podem descer de seus veículos e desfrutar uma flora exuberante distribuída em três grandes jardins: o jardim oriental, o jardim dos pampas e o jardim principal. Há, também, uma Mini-fazenda e uma Mini-Vila para a criançada se divertir; uma Ilha dos Dinossauros e três réplicas de moas da Ilha de Páscoa (Chile), tudo em meio a ovelhas, gansos e patos. O parque está em constante ampliação, possuindo uma lanchonete para atender os visitantes com lanches rápidos e gostosos e com uma grande variedade de guloseimas.

Zoológico de Sapucaia do Sul

O zôo tem uma coleção de aproximadamente 1.600 animais, representando 182 espécies dos cinco continentes. Se for para passar todo o dia, tem churrasqueiras ou almoço no restaurante. Para a criançada, tem parquinho e muita área verde, além da bicharada, claro. É uma das Unidades de Conservação mais visitadas no Brasil. São 620ha de reserva florestal e 160ha de área aberta a visitação pública.

Praça da Alfândega

O que hoje chamamos de Praça da Alfândega era inicialmente o centro de uma vila, com uma igreja e um porto, e o local onde abrigava a chegada do pórtico principal do Porto e, por este motivo, hoje está cercada de prédios históricos: o Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS), o Memorial do RS, o Santander Cultural . Em suas escavações foram encontradas artigos indígenas remanescentes do inicio do século XVIII. O diversos monumentos dão uma mostra da importância que ela tinha para a cidade, estando ali os bustos de Caldas Júnior, Arnaldo Balvé, Leonardo Truda, o monumento ao General Osório, a carta testamento de Getulio Vargas, além de obras de Vasco Prado. Em outubro se realiza a Feira do Livro de Porto Alegre com diversos eventos literários e culturais, tendo iniciado em 1955 hoje é a maior feira do gênero da América Latina. Destaque, ainda, para o prédio do Banco SAFRA e para prédio do Clube do Comércio, com sua arquitetura de traços art noveau e art decó e sofisticada decoração interna. A praça abriga ainda o prédio da administração central do Banrisul e da Caixa Econômica Federal e na esquina com a Rua Caldas Junior, o prédio do Museu de Comunicação Hipólito José da Costa e do jornal Correio do Povo, primeiro jornal a ser editado na cidade.

"Praça da Matriz"

PORTO ALEGRE nasceu junto ao Guaíba o logo se esparramava pelo morro mais próximo, constituindo o eixo da Rua Duque de Caxias / Praça da Matriz. No final do século XVIII, ali residiam as elites da cidade, era comumente também chamada Cidade Alta. Atualmente, a Praça Marechal Deodoro da Fonseca (seu nome oficial) é o centro cívico-histórico-administrativo, onde se localizam os palácios do poder executivo, legislativo e judiciário, além da Catedral Metropolitana, Theatro São Pedro e outros prédios históricos e, entre estes, temos ainda: - O Solar Palmeiro que passou por cuidadosa restauração, para então abrigar dois restaurantes modelo administrados pela Escola de Hotelaria e Culinária do SENAC; - Junto ao Palácio, a CASA CIVIL, prédio construído em 1773, um dos mais antigos de PORTO ALEGRE. Em frente a ela, O SOLAR DOS CÂMARA, centro cultural da ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA; - A parede lateral da Assembléia Legislativa também chamada de Palácio Farroupilha adornada por obras do escultor Vasco Prado lembrando a batalha dos Farrapos. Este prédio que atualmente é um prédio funcional de dois andares foi construído onde já funcionou inicialmente o Auditório Araújo Viana, hoje localizado no Parque da Redenção ou Parque Farroupilha; - O prédio, Memorial do Ministério Publico, também junto a praça foi tombado e restaurado abrigando atualmente a memória do Judiciário gaúcho.

  » Arquitetura
  » Arte e Cultura
  » Bairros
  » Igrejas
  » Museus
  » Natureza
  » Passeio
  » Praças
(51) 3433-1900
Largo Vespasiano Julio Veppo 77 - CEP: 90035-040
Centro - Porto Alegre - RS
2014 - HOTEL CONTINENTAL
Porto Alegre - RS
Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento:
VIP WEB TECNOLOGIA